18/01/2013

"É sempre amor mesmo que mude..."

E enquanto ela chorava, ele arrumava os cabelos dela para trás de sua orelha e limpava delicadamente as lágrimas que escorriam pelo seu rosto, que aos poucos ficava vermelho e inchado. Num ato de sofrimento e tristeza, sabia que lá no fundo, ainda gostava dela, daquela mesmo que estava a sua frente, chorando. E que chorava por apenas um motivo: não queria o fim. E você também não quer, apesar de não suportar como ela é hoje em dia, ela ainda é, no fundo, a mesma pela qual você se apaixonou. Você já parou para pensar o porque dela ter mudado? Será que você continua carinhoso o suficiente? Ou será que costuma ser o mesmo chato e engraçado pelo qual ela também se apaixonou? Continua sendo o mesmo, será?
Mudanças são normais, absolutamente normais e espero que vocês dois voltem a ser como antes ou então saibam se acostumar com as mudanças dos outros, se quiserem. Mas nunca esqueçam de uma coisa: o amor de vocês nunca mudou, só aumentou e se mudou, foi para melhor.





  História fictícia



2 comentários:

Deixe seu comentário sobre o que achou do post. Sua opinião é muito importante pra nós!